Como aderir à uma alimentação plant-based? Dicas para a sua transição

Quando começamos a nos preocupar com nossa saúde e com causas que vão além de nós mesmos, como sustentabilidade e bem-estar animal, acaba sendo inevitável a aproximação de um estilo de vida mais consciente, onde incluímos uma alimentação mais natural e sem o consumo de produtos de origem animal. Mas aí surge aquela dúvida: o que é, de fato, uma alimentação plant-based e como aderir a essa dieta à base de vegetais?


alimentos plant based, mercado de vegetais, alimentos orgânicos

Plant-Based: o que é?


Uma dieta plant-based é baseada em produtos vegetais, deixando os alimentos de origem animal longe do prato. Ela valoriza o consumo de alimentos com sabores e nutrientes em sua forma mais pura, direto da natureza. Além do foco nos produtos vegetais, a dieta plant-based incentiva refeições que contenham ingredientes frescos e minimamente processados e industrializados.



Como posso aderir à dieta plant-based?


Se você chegou até aqui, provavelmente, você está decido a se aproximar desse estilo de vida, seja em busca de mais saúde para você ou por se preocupar com o meio ambiente e bem-estar dos animais. Abaixo vamos deixar algumas dicas para você dar os primeiros passos na sua transição.



1. Faça um levantamento do que você costuma consumir


Para começar, faça um levantamento de tudo que possui origem animal e faz parte da sua rotina. Você irá descobrir coisas que antes nem imaginava que poderia ter exploração animal envolvida.


Assim, com essas informações em mãos, você irá iniciar a procura por outras alternativas que sejam 100% vegetais. Quer um exemplo? Leite de origem animal. Você pode substituí-lo por inúmeras opções de origem vegetal (leite de castanhas, leite de aveia, leite de coco, etc.)


2. Adicione antes de subtrair


Antes de começar a eliminar todos os produtos de origem animal de uma vez da sua alimentação, comece inserindo novos alimentos à sua dieta. Isso evita que você se sinta privado demais com relação ao que deveria consumir.


Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a dieta plant-based está longe de ser restritiva. Você irá se surpreender com a quantidade de possibilidades, sabores, texturas e aromas que irá descobrir.


3. Explore suas possibilidades


Hoje já existem diversas opções para substituir e adaptar as suas receitas favoritas para uma versão sem ingredientes de origem animal como, por exemplo, hambúrguer, pizza e hot dog. Em uma rápida pesquisa na internet, você consegue encontrar conteúdos em blogs, redes sociais, vídeos e também livros de receitas com inúmeras versões plant-based.


Sempre experimente novos alimentos e sabores, se desafie a ir além do óbvio e dê preferência aos alimentos orgânicos, assim, além de ajudar os animais, você também estará contribuindo com a sua saúde.


4. Faça você mesmo


Os produtos plant-based industrializados estão cada vez mais fáceis de serem encontrados nos supermercados. Contudo, apesar de contribuírem com praticidade para o seu dia a dia, não são a melhor opção para a sua saúde se consumidos regularmente.


Faça a sua própria comida. Tire um tempo para organizar as refeições da semana, faça uma lista de compras e prepare os alimentos com antecedência. Além de comer melhor, você também economizará uma boa grana.


5. Pesquise e se informe bastante sobre o assunto


Leia artigos, livros e assista documentários. Você irá encontrar relatos de pessoas que aderiram a esse estilo de vida, receitas e também informações sobre os impactos para o meio ambiente e para a sua saúde.


Também vale se consultar com um profissional da saúde que esteja atualizado sobre esse assunto. Ele poderá te orientar a realizar uma transição alimentar de forma correta do ponto de vista nutricional.


Além disso, ter um guia gastronômico com restaurantes que oferecem opções plant-based irá te ajudar (E MUITO!) na hora de sair para comer. A Verdice disponibiliza gratuitamente um guia com os melhores restaurantes de São Paulo que oferecem opções 100% vegetais em seu cardápio. Se você mora na capital paulista, você precisar conhecer! Clique aqui para baixar o seu gratuitamente.



6. Um passo de cada vez. Não desista!


Apesar de não ser correto encarar a transição para uma dieta à base de plantas como um enorme desafio, tenha em mente que é necessário passar por uma fase de ajustes e cada pessoa leva um tempo para isso. Não se compare com ninguém e siga firme no seu propósito. O que importa é não desistir.




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo